Comportamento de peixes é bioindicador para risco ambiental

egebglhnddphbnlcComportamento de peixes é bioindicador para risco ambiental

"Pesquisa feita na USP estuda comportamento de peixes para avaliar risco ambiental e detecção de poluente aquáticos. A nova abordagem é considerada inovadora e contesta, inclusive, concentrações consideradas seguras de poluentes das Agências Ambientais, que têm a função de controlar e
monitorar regularmente os níveis de poluentes no corpo hídrico.

A tese Efeitos de poluentes aquáticos na seleção e habitat e distribuição espacial em peixes: uma abordagem complementar aos testes ecotoxilógicos tradicionais foi defendida em dezembro no Instituto de Biociências (IB), sob orientação do professor Marcelo Luiz Martins Pompêo.

Daniel Clemente também publicou dois artigos junto com o pesquisador Cristiano Araújo e outros colaboradores no periódico internacional Chemosphere, sendo um deles: "Habitat fragmentation caused by contaminants: atrazine as a chemical barrier isolating fish populations"

Quer saber mais sobre o assunto, clique aqui