Notícias

Ciência nas universidades públicas: a luz que ilumina a escuridão

usptalkCiência nas universidades públicas: a luz que ilumina a escuridão

"Sempre que você acender a luz na sua casa, lembre-se do seguinte: essa luz só existe graças à ciência — que inventou a eletricidade, os fios de cobre, as lâmpadas e tudo mais. E a ciência, como nós a conhecemos hoje, só existe graças às universidades de pesquisa e aos investimentos públicos que sustentam o trabalho dos pesquisadores em seus laboratórios — não apenas no Brasil, mas em todos os países cientificamente mais avançados do mundo.

Quem faz pesquisa é quem está com a tocha na mão, descortinando o escuro”, comparou Marcos Buckeridge, professor do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) e presidente da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (Aciesp), que foi um dos palestrantes do USP Talks – Universidades Públicas, ao lado da bioquímica Alicia Kowaltowski.

Além da importância do financiamento público e da aliança entre ensino e pesquisa para geração de conhecimento, Buckeridge e Alicia conversaram com a plateia sobre diversos temas polêmicos pertinentes às universidades públicas, como os questionamentos sobre a qualidade da ciência brasileira, a necessidade das ciências humanas, a questão dos rankings universitários, o excesso de burocracia, meritocracia e a importância da pesquisa básica"

Leia mais:Ciência...

Leishmanioses

leish

Pesquisa resgata gene do tomate selvagem para aumentar valor nutricional do fruto

wildtomatoePesquisa resgata gene do tomate selvagem para aumentar valor nutricional do fruto

"O gene responsável por amadurecer o tomate uniformemente dando-lhe um aspecto mais atraente aos olhos do consumidor é o mesmo que faz dele um fruto com menor valor nutricional. Tomates vistosos encontrados nas feiras têm menos vitamina E e baixo nível de açúcares, o que impacta, inclusive, na qualidade e densidade de polpas, extratos e molhos. Os estudos que evidenciam este fato envolvendo a transcrição da proteína GOLDEN 2-LIKE 2 (GLK2) foram tema de artigo científico publicado na PlosOne por pesquisadores do Laboratório e Genética Molecular de Plantas do Instituto de Biociências (IB) da USP."

Confira a reportagem completa do Jornal da USP.

Leia o artigo aqui