aluna do IB recebe em 1o lugar o Prêmio “Aylthon Brandão Joly”

img19230aluna do IB recebe em 1o lugar o Prêmio “Aylthon Brandão Joly”

A aluna Fabiana Marchi, doutoranda em Botânica no Departamento de Botânica do Instituto de Biociências (IB/USP), ganhou em 1º lugar o Prêmio “Aylthon Brandão Joly”.

O prêmio, que é distribuído pela Sociedade Brasileira de Ficologia (SBFic), é dividido em duas categorias: Graduação (iniciação científica) e Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado). O concurso ocorreu durante o XVII Congresso Brasileiro de Ficologia (CBFic), realizado em Natal/RN, entre os dias de 26 a 30 de novembro deste ano.

Leia sobre o trabalho premiado:

Apresentação oral:

image 20

Efeitos do fenótipo no desempenho somático e reprodutivo: um estudo de caso em Gracilaria caudata (Gracilariales, Rhodophyta)

"Desenvolvido no Laboratório de Algas Marinhas Édison José de Paulo (LAM), sob a orientação da profª Dra. Estela Maria Plastino, o trabalho teve início a partir do surgimento espontâneo de um ramo verde claro (VDc) em um gametófito masculino adulto de Gracilaria caudata de coloração vermelha (selvagem), proveniente do estado do RN, Brasil. A espécie que possui grande potencial para maricultura devido ao seu rápido crescimento e ágar de boa qualidade vem sofrendo fortemente com a sobre-exploração, principalmente na região nordeste do pais. Variantes pigmentares são raras, tanto em populações naturais quanto em condições laboratoriais, e possuem diversas aplicações científicas seja em estudos genéticos como marcadores visuais ou seleção de linhagens mais produtivas para a maricultura.

Desenvolvemos o trabalho tendo em vista a necessidade do conhecimento prévio a respeito da fisiologia e diversidade genética de um recurso natural antes de sua exploração econômica. Nossos resultados indicaram que a mutação afeta tanto o desempenho somático quanto o reprodutivo, e fornecem subsídios para a compreensão da predominância de espécimes de coloração vermelha na natureza. Além disso, verificamos uma capacidade de fixação secundaria do talo após a sua fragmentação, o que representa uma alternativa para a maricultura e à reprodução por esporos em populações naturais, possibilitando que fragmentos destacados funcionem como propágulos e contribuam para o fluxo gênico entre populações."

Parabenizamos a aluna pela conquista!