Notícias

Segurança nos Campi USP

140217seguspClique aqui e confira informações sobre o aplicativo de Segurança "Campus USP".

Eventuais dúvidas podem ser sanadas na Superintendência de Segurança.

Saiba mais sobre Cuidados de Segurança


 

 

Ten Simple Rules for Developing a Successful Research Proposal in Brazil

130217Leia na íntegra o artigo Ten Simple Rules for Developing a Successful Research Proposal in Brazil, de autoria de Dyoni M. de Oliveira, Marcos S. Buckeridge e Wanderley D. dos Santos, publicado na Revista Plos Computational Biology.
Segundo o Prof. Marcos, o artigo foi desenhado a partir da disciplina "Metabolismo Vegetal e Biotecnologia" ministrada pelo Departamento de Botânica do IB/USP e será utilizado neste ano nas aulas de graduação.

Trabalho de aluno de IC é selecionado para ser apresentado no exterior

100217Bruno Ghirotto Nunes, aluno de graduação e também de Iniciação Científica sob a orientação da Profa. Dra. Mayana Zatz do Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco do IB/USP,
teve seu trabalho de IC intitulado "Avaliação de terapia por imunoglobulina em modelos murinos para distrofias neuromusculares progressivas" contemplado com menção honrosa na etapa internacional do 24o SIICUSP (2016) e selecionado pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP para ser apresentado em evento da Humboldt-Universität zu Berlin, em setembro deste ano.

"Atualmente trabalho com distrofia muscular de Duchenne e distrofia muscular congênita tipo 1A, doenças genéticas raras e para as quais, infelizmente, não há uma cura disponível. Minha pesquisa foca no uso de imunoglobulina G humana, um agente terapêutico bem estabelecido no mercado e aprovado pela FDA (Food and Drug Administration) nos EUA para tratar doenças autoimunes como lúpus, por exemplo, utilizando-a em modelos animais de distrofias para ver o quanto a terapia melhora a imunopatologia da doença. O trabalho, interface entre a genética humana e a imunologia, é em grande parte realizado no Departamento de Imunologia do ICB/USP, tendo como coorientador o prof. Antonio Condino-Neto. A progressão da doença está intimamente relacionada à inflamação crônica mediada pelo sistema imune. Os resultados vêm se mostrando promissores, com melhora no quadro inflamatório e aumento significativo da sobrevida dos animais em tratamento. Nossa esperança é a de que um dia possamos utilizar a imunoglobulina para prolongar a vida dos pacientes humanos, sobretudo os de Duchenne, que morrem em média aos 20-25 anos de idade em detrimento dos corticóides atualmente utilizados, que possuem inúmeros efeitos colaterais não tolerados por uma série de pacientes", afirmou Bruno.

Parabenizamos o aluno pela importante conquista!