Elaboração de Protocolos para Educação Básica e Ambiental

Dentro das atividades do Projeto Ecossistemas Costeiros está o desenvolvimento de protocolos avançados de educação em campo e simultaneamente a formação continuada de profissionais voltados para a sua aplicação através da monitoria. Os resultados educacionais são posteriormente avaliados através de projetos de pesquisa. O processo pode ser resumido em 3 etapas:

Etapa 1 - (a) Desenvolvimento de modelo de educação em campo a partir de fenômenos complexos de caráter transdisciplinar, aplicados de forma interativa e lúdica,  contextualizando conhecimentos e experiências dentro da vivência do participante. (b) Redação de protocolo incluindo bases conceituais, formas de atuação, conteúdo a ser apresentado e técnicas a serem empregadas.

Etapa  2 - Treinamento continuado de recursos humanos, ligado a obtenção habilitações específicas segundo os níveis (a) Estagiário, (b) Monitor, (c) Coordenador de Atividade, (c) Instrutor e (d) Examinador. Além dessa linha há o treinamento de monitores para intervenção em escolas e treinamento de professores, dividido em 3 níveis, monitor, coordenador e instrutor.

Etapa 3 - Avaliação através de projetos de pesquisa (iniciação científica, mestrado e doutorado) dos modelos e seus resultados, realizadas por pesquisadores associados e seus alunos em 3 níveis, IC, Mestrado e doutoramento.

 

Bases Conceituais

Os modelos de atividade redigidos na forma de protocolos têm como principal objetivo ser um instrumento de apoio ao ensino tendo como princípios conceituais básicos (1) educação fenomenológica, (2) transdisciplinaridade, (3) educação de campo ("outdoor learning") (4) objetivos holísticos e transformadores, (5) contextualização em relação a questões ambientais e sociais (6) interatividade e caráter lúdico. Seus usos são como atividade de educação formal em campo, alternativamente a sala de aula ou como atividade complementar ao ensino formal. As disciplinas do nível basal da pirâmide transdisciplinar são aquelas da proposta curricular para o ensino Fundamental II e Médio do Estado de São Paulo. As disciplinas são apresentadas de forma integrada dentro de grandes temas transversais contextualizadores. Em todos os casos, o direcionamento é dado pela visão ética da Filosofia Ambiental de Campo, que constitui o topo da pirâmide transdisciplinar. Os temas são apresentados e aprendidos indiretamente durante de atividades lúdicas, sejam jogos, desafios ou esportes.

Por opção, os modelos do Projeto Ecossistemas Costeiros são aplicados ao longo de trilhas, sejam terrestres, marinhas, virtuais ou conceituais. A aplicação ideal desses protocolos prevê a parceria entre uma escola pública e uma unidade de conservação próxima, que seria o local de atuação dos monitores formados pelo projeto.

 Protocolos prontos e em desenvolvimento

Modelo "Trilha das Mudanças Climáticas Globais” têm sua ênfase em ganhos cognitivos, com focos principais  para biologia e química e ciências.

Modelo "Identidade Vegetal e Observação de Pássaros", ainda em desenvolvimento, tem sua ênfase na integração entre ser humano e natureza, dentro de um enfoque ecológico, histórico-social e médico, com as plantas servindo como apresentadoras e simultaneamente atoras nessas questões.